São Vicentinho de Paulo

Padroeiro:

Das obras de caridade e serviços sociais.

História:

São Vicente de Paulo nasceu em 24 de abril do ano 1581, em Pouy, no sul da França e foi batizado no mesmo dia. Foi o terceiro filho de Jean de Paul e Bertrande de Moras, camponeses de fé vigorosa.

Ele se destacava pela sua inteligência e pelo zelo religioso. Estudou teologia na Universidade de Toulouse, e foi ordenado sacerdote com apenas 19 anos em 23 de setembro de 1600. Nessa época ele passou por uma forte provação: uma senhora viúva que gostava de ouvi-lo pregar, sabendo que ele era uma pessoa pobre, deixou sua herança para ele, uma propriedade e uma quantia em dinheiro na cidade de Marselha. O Padre Vicente vai até lá para receber esta herança com a intenção de distribui-la para os pobres, mas ao retornar de Marselha, o navio em que ele viajava sofreu um ataque de piratas turcos. Padre Vicente tornou-se prisioneiro e foi vendido em Túnis como escravo. Depois, foi vendido a outro homem que, ao morrer, o deixou como escravo herança a um sobrinho fazendeiro. Este tinha sido católico, mas, por medo da perseguição, tornou-se muçulmano.

Uma das esposas do fazendeiro ficou encantada com as músicas que Padre Vicente cantava ao rezar e acabou sendo evangelizada por ele, e mais tarde também seu marido. Meses depois, o homem foi com Padre Vicente até à França, onde Vicente recebeu de volta suas credenciais de sacerdote. Seu ex-dono retornou à Igreja Católica, foi admitido num mosteiro e se tornou monge.

Em Roma, Padre Vicente foi nomeado Capelão da Rainha Margot. Ele fazia a distribuição das esmolas dadas aos pobres e visitava os doentes no hospital. Depois fundou a Confraria do Rosário, que se dedicava a visitar e cuidar dos doentes. Por isso, ele se tornou Capelão Geral e Real da França. Depois, ele fundou a Congregação da Missão, que trabalhava para evangelizar os camponeses. Depois criou a Confraria da Caridade.

Inspirado por seu amor a Deus e aos pobres, Vicente de Paulo organizou muitas obras de caridade, doando-se inteiramente aos irmãos mais necessitados. Ele é considerado o pai dos pobres e também causou muitas mudanças no clero.

Padre Vicente com seus quase 80 anos e uma vida cheia de lutas, conquistas e doações, faleceu e seu sepultamento foi marcado pelas lágrimas de gratidão de tantos orfãos que o tiveram por pai, de tantos idosos que o tiveram por filho, de tantos doentes que o tiveram como remédio e de tantos encarcerados que o tiveram como advogado, conselheiro e amigo.

52 anos após a sua morte, seu corpo foi exumado e encontrado incorrupto. Seu corpo está exposto na Capela de São Vicente de Paulo, em Paris, aberto à visitação. Seu coração está conservado em um relicário na Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

Oração:

Ó glorioso São Vicente, patrono de toda caridade, pai daqueles que estão na miséria e que, enquanto na Terra, jamais deixou de amparar a todos que a Vós recorreram, considerai os males que estão nos oprimindo e vinde em nosso socorro. Obtende junto do Senhor ajuda para os pobres, alívio para os enfermos, consolo para os aflitos, proteção para os abandonados, espírito de generosidade para os ricos, a graça da conversão para os pecadores, entusiasmo para os padres, paz para a Igreja, tranquilidade e ordem para as nações e salvação para todos. Permiti-nos comprovar os efeitos da vossa misericórdia intercessão e assim sermos ajudados nas misérias da vida. Possamos nós estar unidos com o Senhor no paraíso, onde não existe mais dor, choro ou tristeza, mas alegria, contentamento e duradoura felicidade.

Amém

Mensagem:

Share Button